1- Escola Militar de Formação Aeronáutica do Lobito (EMFAL)

 

A Escola de Aviação do Lobito foi criada na década de 80 em pleno conflito armado e até a data já formou vários pilotos para diversos tipos de aviões de guerra e não só.
Benguela - O chefe do Estado-Maior da Força Aérea Nacional (FAN), general Francisco Afonso "Hanga", considerou, no Lobito, província de Benguela, a disciplina e coragem como requisitos fundamentais que um soldado deve ter para o cumprimento eficaz das missões de defesa da independência, soberania e vitórias já alcançadas.
O responsável militar, que falava no acto de encerramento do curso de pilotos para os aviões de tipo TUCANO, L39 e Allouete III, na escola de aviação do Lobito, destacou, por outro lado, o sentimento Patriótico como elemento essencial para o militar cumprir qualquer missão que lhe é confiada.
O general "Hanga" apelou aos recém formados, entre pilotos e técnicos de manutenção de aviões de tipo L39, no sentido de materializarem os conhecimentos adquiridos ao longo de três anos de duração dos respectivos cursos.
"A pátria e a defesa do povo devem estar em primeiro lugar quando se cumpre missão militar por mais difícil que seja", enfatizou a alta patente da Força Aérea Nacional.
Afirmou que ser piloto ou técnico de reparação de aviões exige uma actualização constante e acompanhar as transformações que se operam no mundo em relação às artes militares.
Noutra vertente enalteceu a direcção da escola pela forma como tem gerido os recursos financeiros, humanos e materiais o que de acordo com o general Hanga tem facilitado atingir os objectivos pelos quais a instituição foi criada.
Por outro reconheceu e enalteceu a cooperação de especialistas israelitas que na sua óptica tudo têm feito para execução dos programas de formação de pilotos angolanos.
 

- Os Meios de Formação Básica de Pilotagem

 

Dependendo das Especialidades, na escola do Lobito, existe o Alouette lll para os que seguem a sua carreira nos hélicopteros, equanto que os que seguirem para a ârea de aviões, começam nos Zlin Z-142 ou até nos Cessna 172.(Duas imagens em baixo)

 

 
Depois da instrução Básica de iniciação, para os que seguem os aviões passam a pilotar o Pilatus PC-7 (em cima) e os Tucano, na foto em baixo.

- A fase das Especialidades.( Continuação da Formação)

  Depois da formação Básica no Lobito, os novos Pilotos saidos com êxito da primeira fase Aprovados, segue-se a fase da especialização.

Na vertente de Helicópteros, os que escolherem este meio aéreo, são encaminhados para os helicópteros que pretendem voar, já nas respectivas Bases onde operam o tipo dos mesmos.
Quanto aos que decidirem seguir, a vertente dos jactos, ainda têm que passar pela aprendizagem, “Jacto”, ai são colocados na Base Aérea da Catumbela, onde começam a pilotar novas emoções e para isso, irão ter que desenvolver horas de voo, nos Aro L-29 “Delfim” e nos L-39 “Albatroz”.
Acabando esta fase então, serão colocados em diversas Bases, dependendo dos aviões de Caça/Bombardeiros que irão desenvolver e defender o nosso Solo Pátrio.
 L-29 "Delfim" (em ilustração) e uma foto onde se pode vêr 3 L-29 ao lado dos su-22 sobrevoados por Zlins.
 
 Em baixo a ilustração do L-39 "Albatroz" e uma foto, rolando sobre a pista.