Força Aérea vai adquirir novos meios para melhor controlo do espaço aéreo

27-01-2011 17:28

  

Novos meios vão garantir melhor controlo do espaço aéreo de todo o território da República de Angola

O acto central das celebrações do 34º aniversário da criação da Força Aérea Nacional realiza-se hoje, no Comando da Região Aérea Sul, na província da Huila, presidido pelo chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas Angolanas, general Francisco Pereira Furtado.
Foi a 21 de Janeiro de 1976 que o primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, proclamou, na base aérea de Luanda, a Força Aérea Popular de Angola-Defesa Anti-Aérea (FAPA/DAA).
A Forças Aérea Nacional, como ramo das Forças Armadas Angolanas (FAA) está virada para a protecção do espaço aéreo e apoio as restantes forças de defesa territorial do país.
Membros do governo da província e outras entidades locais, oficiais generais e superiores dos distintos ramos das FAA, adidos de defesa acreditados em Angola, entre outras individualidades, vão participar na cerimónia.
O chefe do Estado-Maior da Força Aérea Nacional, general Francisco Afonso Gonçalves Lopes “Hanga”, anunciou que este ramo das FAA vai adquirir, a curto e médio prazos, novos equipamentos para melhor garantir o controlo do espaço aéreo de todo território nacional e também de transporte
 Dos meios que vão ser adquiridos, no quadro do programa modernização em curso nas Forças Armadas Angolanas, destacam-se, disse, aviões, meios de defesa anti-aérea e de rádio localização, que vão “melhorar significativamente” a capacidade de defesa do país.
 “O que nós pretendemos é manter a cobertura do espaço aéreo nacional a 100 por cento e isso é algo que tem a ver com este pacote de aquisição para a FAN”, sublinhou.
 O general Hanga afirmou que a chegada destes meios está prevista para o final do ano e que vão ser adquiridos o Brasil, Rússia e China.
A Força Aérea, referiu, continua com o processo de formação de quadros na Rússia,  Brasil e em Angola.

Um dos Aviões vindos do Brasil será, os Super Tucano.

Em termos de perspectivas, no âmbito da modernização que se pretende nas FAA, o general “Hanga” anunciou que, dentro em breve, vai ser criada a Escola de Aeronáutica na Cahama, província do Kuando-Kubango, e a Academia da Força Aérea.